segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Porque não se dá o valor aos autores dos trabalhos?

Ao abrir uma revista numa exposição de aves, deparei com duas cópias da minha fotografia, esta é uma das fotos mais usadas por muitos admiradores de aves exóticos, tenho pena por não me terem solicitado o uso da mesma, já noutra ocasião neste mesmo blog, referi que estou quase sempre disposto a ajudar os outros com fotografias minhas ou outras matérias que tenham algum interesse para outros.Basta para isso: telefonar-me (963116437) ou enviar um email (sereno.osvaldo@gmail.com).
Fotos tiradas em casa do meu amigo Francisco em 17-01-2010, de onde foram seleccionada várias fotos para trabalho.
Foto disponível no blog do meu amigo Chico ( Francisco) - http://exoticosdochico.blogspot.com/
Fotos trabalhadas por mim, para elaboração do banner do Birdsblog, Fevereiro de 2010

Publicado em Março no meu blog.


Para que não restem mais dúvidas, estas fotografias são da MINHAS AUTORIA, está identificada no canto inferior direito, e no site "Olhares" está identificada como: AUTOR: Osvaldo Sereno.

Eu sei que muitas vezes, o que se encontra, já são cópias de outros.
Um conselho.
Sempre que utilizarem uma foto (s), artigo (s) ou outros, se não souberem quem é o autor, devem colocar SEMPRE a origem da informação (site, blog ou outro) é o princípio para evitar posteriormente problemas. Caros amigos, fica aqui esta chamada de atenção, numa próxima vez que veja o uso abusivo do meu trabalho, não volto a fazer chamadas de atenção no meu blog, falarei directamente com a pessoa que o fizer.

Só algumas pessoas sabem o quanto me dedico aos meus trabalhos, são muito anos de dedicação a este (trabalho), muitas horas perdidas para se poder obter boas fotografias, muitas vezes kms na deslocação à casa dos criadores, mais que uma vez, para se poder fazer aquela foto! Se para se fazer boas fotografias, fosse só comprar uma boa maquina e já está, todos as fazíamos! Mas não é assim, acreditem! Temos em Portugal, pessoas que se dedicam a fazer tão boas fotos, mesmo comparadas com as dos estrangeiros, tentando melhorar os seus trabalhos, atenção, não estou a falar de mim, pois eu também vejo os trabalhos dos outros, e sei reconhecer os bons trabalhos, sou critico dos meus trabalhos, procuro sempre fazer o melhor trabalho dentro das minhas capacidades e dos locais que encontro.

Desculpem este meu desabafo, "quem não se sente, não é filho de boa gente" é um provérbio muito antigo.
Imagem do "Olhares" retirada do seu site.

3 comentários:

Birdsblog disse...

Muito boa noite,
depois deste artigo , fui contactado via telefónica e via email, a pedir desculpas pelo acontecido, ao qual eu agradeço a atitude, compreendo a explicação e desculpo, no entanto neste "Mundo" dos "passarinheiros" há sempre coisas que me desagradam profundamente, num email, a má educação ali contida, foi algo que surpreendeu, mantenho este blog por dedicação a este hobby, se pensar nos dividendo monetários deste , nem comento! A única coisa que tenho ganho com o blog: conhecer gente espetácular, fazer novos amigos, o que tem possibilitado a realização de alguns bons trabalhos fotográfico, conhecer e falar e visitar pessoas com muita experiência em ornitologia (juízes, criadores conhecidos no meio) e fazer algumas jantaradas fantásticas.
Vou fazer que não vi o tal email, ainda tenho muito que fazer e aprender e fazer, quantos às fotos, esse é um processo que nunca para , está sempre em constante evolução, tanto técnica como teoricamente mas, a experiência conta muito, MEUS AMIGOS.
Obrigado a todos.
Osvaldo Sereno

Afonso disse...

Osvaldo gostei muito desta tua indignação, acho justo e espero que os amantes das pequenas aves, não se glorifiquem com o teu trabalho de tantos anos de pesquisas. Mais uma vez um abraço e continua assim. Bem haja e tudo de bom para ti. Afonso

Birdsblog disse...

Olá Afonso,
também aqui, partilhamos um gosto comum, a fotografia.
Muito obrigado pelo comentário, sabe como poucos o quanto me dedico para fazer e apresentar o meu (trabalho), também sabe das minhas invenções e teorias para fazer melhor, tenho pena que não tivéssemos explorado mais vezes este nosso gosto, fico sempre com muita saudade daquela ida ao Paul de Arzila, foi pouco tempo mas, foi muito bom.
A Natureza por detrás das objectivas, e ao vivo é fantástica, o campo de visão que se alarga a cada passo, aumenta o campo de visão das coisas belas, a descoberta do desconhecido é o fascínio do campo, o clique na hora para se eternizar aquele momento, foi “fixe”, sempre que poder dê uso ao seu material fotográfico, os anos podem passar, mas o bichinho fica lá.
Um abração.
Osvaldo Sereno