domingo, 14 de novembro de 2010

Avixira 2010 - Vila Franca de Xira

Ao ver a agenda de exposições ornitológicas nacionais, reparei na Avixira, como tinha algum tempo disponível, resolvi visitar esta exposição. Foi um recordar de tempos passados, os dias que apanhava o comboio para a Escola Alunos Marinheiro – Grupo de Escolas da Armada.

Sai de Coimbra perto da hora do almoço, e pelo caminho recordei a paisagem que me levava até V.F. de Xira,

tenho pena que os terrenos que ladeiam toda a linha, não se encontre limpos (matagal de canavial)
impossibilitando dessa forma uma melhor observação das magníficas paisagens, que vão variando consoante
avançamos para sul, com o passar do tempo, podemos observar os belos azulejos que decoram muitas estações até Lisboa, arte tão nobre dos portugueses.

Chegado a Estação de Vila Franca de Xira, recordei os dias que me levavam a recruta como marinheiro, a cidade mudou muito mas, continua com os aspectos que fazem a história desta

cidade: as lezírias, os campinos, os touros, os forcados, às largadas de touros, ao rio Tejo, os barcos de pesca e as pessoas, tudo isto fazem a cidade de Vila Franca de Xira.


Se tiver algum tempo livre, pode durante a sua visita cruzar-se com alguns monumentos emblemáticos, tais como: a estátua do forcado, a estátua do campino, a estátua do bandarilheiro, a Igreja Matriz e a sua
emblemática e centenária, praça de touros, conhecida nos meios tauromáticos, como Praça de Toiros Palha Blanco, onde em tempos muitos toureiros saíram em ombros pela sua porta principal.



Vila Franca de Xira, também é conhecida no meio dos toiros como a “Sevilha – Portuguesa” por tudo o que escrevi anteriormente, com a barriga já a dar de si, vamos lá falar da

gastronomia da cidade, muito rica em peixe, não fosse esta cidade “beijada” pelo rio Tejo, dos muito pratos, posso destacar alguns: a Açorda de Sável, a Caldeirada de Fragateira, as Enguias fritas, o Ensopado de enguias, os linguadinhos fritos; claro! Também há pratos de carne, na “hora” da escolha, eu escolhi um robalinho grelhado acompanhado com batata cozida e migas de couve, com molho de manteiga, regado com um bom tinto, Hummm, se estava bom!



Monumento aos furcados, fica junto da praça de touros "Palha Branco".



Depois de bem tratado, fui ver o que me levou a Vila Franca de Xira neste sábado, a AVIXIRA.

AVIXIRA 2010, apresenta o 1º Campeonato Ornitológico Internacional COM de Vila Franca de Xira e a 6ª AVILONGA 2010 (COV), exposição de aves, esta decorre no Pavilhão do Cevadeiro, no Parque Urbano de Vila Franca de Xira, estiveram presentes mais de 5000 aves, esta exposição decorreu nos dias 12,13 e 14 de Novembro.




Nesta tarde um pouco triste, pelo tempo encoberto mas sem chuva, o salão estava bem composto de público, gente de quase todas as idades, o que demonstra saciedade põe este












tipo de eventos, os lojistas alimentavam grandes expectativas, depois de fazer a minha cobertura fotográfica de exposição, tive ainda a oportunidade de fazer uma pequena entrevista aos directores da nova revista ornitológica “Magazine Ornitológico”, que vou publicar assim que tiver tempo.



Encontrei na AVIXIRA alguns amigos, o Francisco (Chico dos exóticos), lá estava com o seu "estaminé", O Fernando Domingos da "Magazine Ornitológico", o Renato Seiça da Figuera da Foz e outro amigos também de lá , as minhas desculpas por não recordar o nome, é sempre bom encontrar amigos, so faltou a cervejinha fresca, mas fica para a proxima.











































Apesar dos preços das aves nos lojistas não serem altos, há mesmo aves que se vendem a baixo preço, claro que os criadores “cotados” fazem os seus preços, a esse só compra quem tem pretensões a criar boas linhas, já no fim dei uma volta por vários desse lojistas e havia um desanimo geral, talvez a dificuldade económica das pessoas, as noticias dos juros externo, a data desta exposição e o facto de se realizar brevemente a AVISAN, não estejam a ajudar as vendas.


Vamos ser positivos, espero que o dia de Domingo seja bom para todos.


3 comentários:

Ricardo disse...

Mas que bela reportagem por terra Ribatejanas.
Parabéns Osvaldo. Quem tem acompanhado o teu blog, tem denotado também a evolução que tens tido. Muito Bom.

Abr.

Ricardo Mendão Silva

Birdsblog disse...

Olá Ricardo,
muito obrigado pelo comentário,
vou ser-te franco, não é fácil! Ainda não entendi porque razão as exposições são todas muito juntas, isso faz com que haja algumas que fiquem com poucos visitantes, outro facto, serem quase todas na mesma altura , será que não se poderiam juntar vários clubes/associações da mesma zona e fazer um regional? Penso que nesta altura muitos já andam um pouco fartos de exposições, mas é assim que esta, é assim que temos que (trabalhar),para mim, as exposições também são actividades ligadas à cultural e vai daí, resolvi fazer uma cobertura mais alargada do acontecimento, são dois trabalhos numa só reportagem
mas, a “malta” tem gostado, isso compensa todo o trabalho. Agora fazer uma pequena pesquisa cultural, gastronómica sobre o local em tempo recorde, traz-me um desafio novo, obriga-me a ter um capacidade de sintetizar toda a informação, o tempo das fotografias culturais, o tempo do lazer (almoço e petiscos) e por fim a exposição ornitológica, essa domino melhor, claro que haverá altura que não poderei fazer o que gostaria, nessa altura, passarei ao meu registo normal.
Como é, vais à AVISAN?
Mais uma vez , obrigadão.
Um abraço.

Ricardo disse...

Epá mas esse esforço tem compensado :D.

Quanto à Avisan vou lá estar. Vou meter aves na Expo do Cartaxo que vai ser lá. Pelo menos no domingo à tarde ando por lá.

Abr.

Ricardo Mendão Silva