segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Os melhores criadores de Zebra finch (Mandarins) participaram no campeonato anual na Austrália ...

Criadores de todo Austrália trouxe suas aves para bathurst anual para a zebra finch championship. É a primeira vez que os finais nacionais foram realizadas fora de uma capital. #Winnews6pm
video
fonte da noticia:
WIN News Central West

Portugal Aves e Birds - uma maneira fa´cil de conhecer as aves que há em Portugal!

http://ebird.org/content/portugal/

http://ebird.org/content/portugal/page/2/

Realizada em Caxingó primeira soltura de aves silvestres da região

Fonte da informação:http://www.proparnaiba.com/redacao/2015/02/realizada-em-caxingo-primeira-soltura-de-aves-silvestres-da-regiao.html


Fotos: ChicoRasta/Proparnaiba.com
A cidade de Caxingó, na Planície Litorânea do Piauí, recebeu a primeira reintrodução monitorada de aves silvestres da região, a atividade foi realizada na última terça-feira, 10. Os animais são oriundos de apreensões realizadas pelos órgãos fiscalizadores como Semar e Ibama, bem como de entregas espontâneas.

As aves são popularmente conhecidas como curicas (Amazona amazonica) e passaram um longo período de cerca de um ano na sede do Centro de Triagem de Animais Silvestres em Teresina para se desvincularem dos costumes domésticos e voltarem a ter uma dieta silvestre. Passado este tempo, as aves foram levadas para um viveiro construído especialmente para os mesmos em meio à vegetação nativa preservada na Fazenda Santo Antônio, zona rural de Caxingó, onde ficaram por dois meses.

Esta primeira soltura deu liberdade à 12 indivíduos da espécie, a ação contou com com o envolvimento de diversas entidades como Universidade Federal do Piauí – Campus de Parnaíba, através dos professores doutores, Anderson Guzzi e Antônio Tavares, que contam com uma equipe de biólogos e estudantes de biologia especializados em aves.
“Aves como as que estamos soltando hoje passam em média 30 anos em cativeiro, pois são muito desejadas por traficantes de pássaros exóticos e até mesmo por pessoas desinformadas que não enxergam o crime que estão cometendo”, relataram os analistas ambientais do IBAMA, Sandovaldo Gonçalves e Fabiano Barbosa.
O proprietário da Fazenda Santo Antônio, Prêntice Borges, é veterinário e preserva a fauna e flora da ação de caçadores em sua propriedade de quase 400 hectáres. “O motivo da soltura aqui na fazenda do senhor Prêntice é que ele um ambientalista convicto e de grande valor. Um entusiasta, alguém que se preocupa com o meio ambiente. Aliado a isso, a área é relativamente bem preservada e não entra caçador”, explica Anderson Guzzi, que é biólogo, mestre e doutor em zoologia, na área de ornitologia, e coordena o trabalho.
 O professor-doutor Guzzi informou ainda que as espécies que sua equipe estão trabalhando neste primeiro momento são: Sicalis flaveola (canário-da-terra); Amazona amazonica (curica); e Amazona aestiva (papagaio-verdadeiro). “Estamos fazendo o levantamento aqui na Fazenda Santo Antônio, vamos também fazer a reintrodução monitorada de outras aves silvestres”, relata.
O título do programa é Reintrodução Monitorada de Aves Silvestres do CETAS/IBAMA e envolve pesquisadores do mestrado, da Biologia de Parnaíba, da Medicina Veterinária de Teresina, do CETAS/IBAMA – Teresina, em parceria com o Doutorado da Universidade Federal de Minas Gerais, a equipe há dois anos está fazendo a triagem, biometria, anilhamento e coleta de DNA dessas aves, com monitoramento constante.
O secretário de Finanças de Caxingó, Atanásio Dourado, esteve presente durante a soltura e informou que o Município está dando apoio ao trabalho dos técnicos envolvidos mobilizando, através da Secretária Municpal de Educação, professores e estudantes das escolas públicas nas atividades de Educação Ambiental.
Francisco Brandão para o Proparnaíba.

GNR de Alenquer recuperou duas aves de rapina

PAULO ARAUJO 23 JUNHO, 2016
Os militares do Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial de Alenquer, da GNR, recuperaram no dia 21 de junho, um Mocho Galego juvenil (Athene noctua), na zona do Cadaval.
A ave, que apresentava lesões nas asas e patas, não podendo por isso voar, foi entregue ao Centro de Recuperação de Animais Silvestres de Montejunto (CRASM), sediado na localidade da Tojeira – Cadaval.
Entretanto, no dia 19 de junho, o Núcleo de Proteção Ambiental de Alenquer recuperou um Milhafre Preto (Milvus migrans), encontrado por populares na berma da Autoestrada n.º 1 (A1), junto da localidade de Aveiras de Cima, concelho de Azambuja. Por se encontrar debilitada, não conseguindo voar, foi tratada, alimentada e posteriormente entregue ao Centro de Recuperação de Animais Silvestres de Lisboa (LxCRAS), sediado no Parque Florestal de Monsanto, para avaliação, recuperação e posterior devolução ao seu habitat natural